06 de Janeiro de 2015

Circula nas redes sociais uma imagem que faz piada do que se imaginava que seria o futuro na década de 80, e a realidade que temos hoje. A brincadeira gira em torno dos ícones criados pelo filme De Volta Para o Futuro II e a atual febre das selfies (e seus desdobramentos), fenômeno social resultante do avanço tecnológico real que tivemos.

O fato é que os avanços em telecomunicações foram gigantescos, e ocorreram em velocidade impressionante. A tecnologia evoluiu de forma a criar um mundo em que as pessoas não saem por aí em skates voadores, mas estão conectadas umas com as outras em tempo integral, e desfrutam de equipamentos eletrônicos conectados com suas preferências e outros gadgets, por uma tecnologia em expansão conhecida como Internet das Coisas (IoT- Internet of Things).
A IoT gera dados que podem ser compilados em meio ao Big Data, e a tendência é que a partir deste ano ele obterá cada vez mais dados originados dela, reforçando a comunicação entre máquinas. Isso terá grande impacto no dia a dia de consumidores e empresários. Atualmente o Big Data se baseia principalmente em dados de negócios somados a feedbacks provenientes de redes sociais.

Os principais institutos de pesquisa apontam grande crescimento do mercado de Big Data em 2015, bem acima do crescimento geral dos mercados de tecnologias e comunicações. O Wikibon prevê receitas de 53,4 bilhões de dólares até 2017, conforme novos negócios começam a usufruir dos benefícios reais da analítica do Big Data.
Ferramentas de compilação de grandes quantidades de dados em alta velocidade serão mais utilizadas e gerarão um maior resultado para as empresas e consequentemente maior competitividade em seus mercados.
Graças à tecnologia da informação, e às ferramentas de Big Data, a Internet das Coisas terá seu papel na solução de problemas relacionados por exemplo à segurança pública e cidades inteligentes, transporte, energia, ciências da vida e pegada de carbono. Este novo mundo criará um grande fluxo novas informações e dados que tem um alto potencial na busca de soluções para problemas que envolvem negócios, o planeta, a humanidade e outras espécies.
Pois é, 2015 começou e o futuro vem aí. Esteja pronto pra ele!

INSCREVA-SE EM NOSSA NEWSLETTER