16 de Abril de 2015

Assim como na vida em geral ser visionário sempre foi o melhor método para estar atento as mudanças futuras. O jeito como nos prevenimos de doenças, trabalhamos e nos educamos serão transformados com a consolidação da internet das coisas, ou de todas as coisas. As previsões anunciam uma mudança no modo de viver.

A internet das coisas só começou a se consolidar e já evolui para a internet de todas as coisas (IoE – internet of everything), como mostrou ontem reportagem de Ciência e Tecnologia. As possibilidades de conexão e seu uso se desenvolvem em uma velocidade sem precedentes, impulsionados pela demanda de pessoas, governos e empresas, bem como de tecnologias como o Big Data, os grandes volumes de dados que ganham relevância com o aumento de informações geradas a cada dia. Enquanto a internet das coisas é um primeiro passo para conectar bilhões de objetos, a internet de todas as coisas engloba as redes inteligentes necessárias para suportar todas as informações geradas por esses objetos e depois transmiti-las.

Em 2025, há chances de haver um ambiente de informação com acesso à internet sem qualquer esforço, unindo a computação móvel com dispositivos vestíveis e aqueles embutidos nos aparelhos. Essas previsões são de um conjunto de 2.558 especialistas em tecnologia consultados pelo Pew Institute Center. Eles traçaram 15 teses de como será a vida digital em 10 anos, positiva ou negativamente.

Os estudiosos apostam, por exemplo, em um ambiente global, imersivo, invisível, de computação em rede desenvolvida por meio da proliferação contínua de sensores inteligentes, câmaras, softwares, bases de dados e centros de dados enormes, numa matriz mundial no que foi denominado internet das coisas; melhorias significativas adicionadas ao mundo real, por tecnologias de realidade aumentada e percebidas por meio da utilização de tecnologias de mobilidade, de vestir e até em implantes; ruptura de modelos de negócios estabelecidos no século 20, nos setores financeiros, do entretenimento, em todos o tipos de negócios de edição e na educação; base de bases de dados, mapeamento e análise inteligente dos domínios físicos e sociais.

INSCREVA-SE EM NOSSA NEWSLETTER